Terceira Idade, Gestantes, Obesos, Cardíacos, Diabéticos e Hipertensos

Avaliação, orientação e prescrição de atividades físicas congruentes com as necessidades, visando a melhora da expectativa e qualidade de vida.

Compreensão, avaliação, orientação, desenvolvimento e prescrição de atividades físicas congruentes com as necessidades, características biopsicossociais e especificidades de diferentes populações chamadas de grupos especiais, visando a melhora da expectativa e qualidade de vida.

Gestantes

O exercício na gravidez deve ser acompanhado em conjunto por médicos especialistas em esporte e ginecologia-obstetrícia, tanto em atletas, como em pessoas que desejam começar ou já praticam alguma atividade física. O acompanhamento torna-se necessário por algumas peculiaridades deste período e para não expor a riscos desnecessários.

A atividade física é plenamente recomendada na gravidez e melhora a saúde tanto da mãe, quanto do feto.

Objetivos:

  • Reduzir danos posturais,
  • Reduzir dores nas costas,
  • Melhoria da condição cardiopulmonar,
  • Diminuição das intercorrências médicas,
  • Melhora da circulação feto-placenta,
  • Qualidade de vida.

Durante o período pré-natal realizamos a orientação nutricional visando um ganho de peso adequado e saudável, associando a orientação de atividade física, de acordo com as características individuais da gestante.
Esse acompanhamento seria trimestral ou mensal, de acordo com a necessidade da gestante e da orientação do Ginecologista.

Terceira Idade

Todos os trabalhos comprovam que a atividade física em qualquer idade é essencial para uma vida saudável e reduz os riscos para todas as doenças. A partir da terceira idade isso continua sendo verdade, com algumas diferenças.

Para os idosos, a ênfase aos exercícios resistidos tem os seguintes objetivos:

  • Melhoria e prevenção da osteoporose.
  • Equilíbrio – para prevenir quedas e futuras fraturas.
  • Alongamento – importante nas atividades diárias.

Porém, para praticá-los é necessário o acompanhamento especializado a fim de minimizar os riscos de lesões e potencializar os resultados.

Nutrição: O idoso também precisa de uma alimentação e suplementação adequados à sua idade.

Objetivos:

  • Qualidade de vida,
  • Menor perda muscular,
  • Redução de gordura e colesterol,
  • Hidratação,
  • Se necessário, suplementação.

     Obesos

    Os efeitos do excesso de comida como pressão alta, diabetes, problemas do coração, dores articulares, falta de disposição e limitações de todos os tipos podem ser minimizados com acompanhamento e controle.

    A realização de atividade física regular é essencial para o obeso:

    • Melhora a qualidade de vida,
    • Reduz a pressão alta e a diabetes,
    • Diminui o risco de doenças,
    • O acompanhamento médico adequado reduz o risco de lesões e acentua os benefícios do exercício.

    A nutrição para o obeso tem o objetivo de:

    • Reeducação alimentar,
    • Suplementação de elementos essenciais à dieta,
    • Emagrecimento,

    Redução de riscos a saúde (tanto nos pacientes obesos, como nos que já realizaram a cirurgia do estômago e precisam melhorar  hábitos alimentares e adequar a alimentação ao novo estômago).

Veja também: