Exercícios Com Máscara Facial. Os Problemas

Exercícios Com Máscara Facial. Os Problemas
Máscaras faciais, equipamento necessário para sua proteção em aglomerados, definitivamente se tornam um problema para exercícios.

O exercício com máscara resulta em falta de ar e cansaço, pois além de diminuir a oxigenação em graus variados, ocorre retenção de gás carbônico.

A baixa oxigenação acaba afetando a performance, com a menor chegada de oxigênio, e em consequência de energia, aos tecidos. E uma pessoa que tem, por exemplo, insuficiência coronária compensada, pode ai ter uma baixa suficiente para causar um evento cardíaco.

A retenção de gás carbônico acaba levando a um gatilho de ventilação aumentada, e sensação de pânico. Ainda, as máscaras ficam molhadas devido ao suor se usadas por um longo período de tempo, perdendo sua função. E temos o aspecto higiênico destas máscaras. Deverão ser lavadas com frequência.

Lembre-se de que as máscaras devem ser usadas para seguir as normas de distanciamento social e não durante os exercícios. Então pratique exercícios ao ar livre, longe dos outros, e sem máscara, se possível.

Lembrando que o uso de máscaras faciais, especialmente durante o exercício, pode reter altos níveis de dióxido de carbono, causando:
Dores de cabeça
Vertigem
Asfixia
Dificuldade de concentração
Sonolência
Inconsciência
Aumento da frequência cardíaca
Visão embaçada; e
Tremor muscular

No entanto, respeite o distanciamento. Difícil né

Venha bater um papo.